Dor no nervo ciático: o que é, sintomas e como aliviar!

0
39

Dor no nervo ciático: o que é, sintomas e como aliviar!

O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano, sendo formado por várias raízes nervosas que vêm da coluna vertebral. O nervo ciático se inicia no final da coluna, passa pelos glúteos, parte posterior da coxa e, quando chega no joelho, se divide entre nervo tibial e fibular comum, e chega até os pés. E é nesse trajeto todo que ele pode causar dor com sensação de formigamento, pontadas ou choque elétrico.

Quando existe compressão ou inflamação deste nervo, surge a dor ciática que causa sintomas como dor intensa no fundo das costas, glúteo ou pernas, dificuldade em manter a coluna ereta e dor ao andar. Nestes casos é importante procurar um médico ortopedista ou fisioterapeuta para que ele possa orientar o tratamento adequado.

Para curar o nervo ciático inflamado deve-se realizar o tratamento indicado pelo ortopedista ou pelo fisioterapeuta, com remédios, exercícios, e por vezes, fisioterapia.

Dor no nervo ciático
Dor no nervo ciático

Principais sintomas:

Os principais sintomas causados pela inflamação do nervo ciático são:

  • Dor no fundo das costas que irradia para o glúteo ou uma das pernas;
  • Dor nas costas que piora ao sentar;
  • Sensação de choques elétricos ou queimação no glúteo ou perna;
  • Fraqueza na perna do lado afetado;
  • Sensação de formigamento na perna.

Muitas vezes estes sintomas estão associados a alterações na coluna, como hérnia de disco, espondilolistese ou mesmo artrose na coluna.

Por esta razão, quando os primeiros sintomas surgem é muito importante consultar um médico ortopedista ou um fisioterapeuta, para que sejam realizados testes no consultório e sejam realizados exames de raio X da coluna para avaliar se esta possui alguma alteração que esteja comprimindo o nervo ciático, dando origem aos sintomas.

Como confirmar se é dor ciática:

O diagnóstico da dor ciática pode ser feito pelo médico ortopedista ou pelo fisioterapeuta com base nos sinais e sintomas apresentados.

O teste que consiste em comprovar a alteração do nervo ciático e pode ser feito no consultório é: ficar deitado de barriga para cima e levantar a perna esticada da maca, se houver dor ou sensação de formigamento, o teste indica compressão ciática.

Se houver dor na outra perna, isso indica grave alteração da coluna, como uma hérnia de disco extrusa, por exemplo.

Os exames de imagem como raio X e ressonância magnética podem ser úteis para avaliar a coluna, ajudando a identificar o que está comprimindo o nervo.

Caso a coluna apresente-se saudável e sem alterações, a causa da dor ciática deve ser somente muscular ou da fáscia, e o tratamento é relativamente mais simples.

Quando há suspeita de que o nervo esteja mesmo danificado, o que raramente acontece, somente em caso de acidentes graves, pode ser necessário fazer uma eletroneuromiograma, que é um exame que avalia o funcionamento do próprio nervo.

Como aliviar o nervo ciático inflamado:

O tratamento para nervo ciático dolorido ou inflamado pode ser feito com uso de remédios analgésicos, anti-inflamatórios em forma de comprimidos, pomadas, uso de bolsas de calor e fisioterapia com exercícios específicos. As opções são:

1. Remédios:

Os remédios indicados para combater a dor ciática podem ser o Paracetamol, Ibuprofeno, ou os mais fortes, derivados da morfina como o Tramadol, mas um relaxante muscular e o Diazepan também podem ser indicados pelo ortopedista. Mas uma forma mais natural de combater a dor é tomar o complexo de vitamina B, já que esta melhora a saúde dos nervos do corpo.

2. Massagem:

A massagem com creme hidratante ou óleos essenciais é uma das melhores opções de tratamento caseiro para nervo ciático inflamado porque serve para aliviar a dor e melhorar a movimentação, porque relaxam os músculos das costas, pernas e glúteos, diminuindo assim a compressão do nervo, mas preferencialmente devem ser realizadas por um massagista ou fisioterapeuta e não exclui a necessidade de tratamento na clínica.

3. Exercícios:

O repouso piora a dor, assim como ficar muito tempo na mesma posição e por isso os exercícios leves são bem-vindos. Inicialmente são mais recomendados os alongamentos que podem ser feitos com a pessoa deitada de barriga para cima e abraçando as pernas, por exemplo.

Quando a dor diminuir de intensidade, após a primeira semana de fisioterapia podem ser realizados exercícios de fortalecimento muscular, como: deitar de barriga para cima, fletir os joelhos e apertar uma almofada entre as pernas e para trabalhar as costas e coluna, deitar de barriga para cima, fletir os joelhos e levantar o quadril e o bumbum da maca.

Estes exercícios de Pilates Clínico são excelentes opções para curar a dor ciática porque fortalecem o abdômen e a coluna. Fortalecer o abdômen é um ótimo truque para proteger a coluna.

4. Fisioterapia:

Na maioria dos casos, o tratamento da inflamação ou compressão do nervo ciático envolve a realização de sessões de fisioterapia com aparelhos que reduzem a dor e inflamação e são realizados exercícios de fortalecimento e alongamentos, e técnicas manuais para mobilizar e estirar a perna afetada, melhorando a irrigação sanguínea do próprio nervo ciático e normalizar o tônus dos músculos do glúteo e da perna.

Além disso, é também recomendada a aplicação de calor localizado sobre a região a tratar, e a realização de alongamentos para esticar e aliviar a compressão do nervo.

Algumas vezes quando estes problemas estão associados a uma má postura, o fisioterapeuta pode também recomendar a realização de um tratamento chamado Reeducação Postural Global – RPG, no qual existe uma correção da postura e alongamento dos músculos responsáveis pela alteração postural.

5. Alimentação:

Durante uma crise do ciático deve-se preferir alimentos anti-inflamatórios como salmão, alho, cebola, linhaça, chia e gergelim. Mas também é importante reduzir o consumo de alimentos que aumentam a inflamação no corpo, que são principalmente as carnes processadas, como salsicha, linguiça e bacon.

6. Tratamento alternativo:

Além disso, existem outras opções que também podem completar o tratamento, que incluem a realização de sessões de Acupuntura e Reflexologia para alivio da dor e desconforto.

Uma outra possibilidade é a osteopatia, que consiste em técnicas que esticam os músculos, tracionando de forma a estalar as articulações, sendo uma boa forma de tratar a escoliose, hiperlordose e a hérnia de disco que geralmente estão envolvidas na causa da dor ciática.

7. Cirurgia na coluna:

Fica reservada somente para os casos mais graves, quando há hérnia de disco que não melhora com todos os tratamentos acima citados. Nesse caso o cirurgião pode decidir retirar o disco vertebral e colar uma vértebra na outra, por exemplo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here